gozetto_setas_brancas.png

BLOG

Novo guia norte-americano ensina a fazer lobby em nível subnacional

Em inglês, há dezenas de guias que ensinam os atores sociais a fazer lobby junto aos tomadores de decisão em busca de mudanças nas políticas públicas. Em português, ainda não conheço nenhum guia prático, com uma metodologia estruturada, com passos a seguir...


Existem dois guias que ensinam a fazer Advocacy, um deles é o que escrevi em co-autoria com Renato Morgado. Como no Brasil Advocacy é um termo em disputa e não há consenso sobre as similaridades e diferenças entre os termos lobby e Advocacy, não me atreverei a discutir essa questão em espaço tão limitado.


O objetivo desse artigo é chamar a atenção para o lançamento do guia "How to lobby Alaska State Government" de autoria de Clive Thomas, um grande amigo. Como disse, já há dezenas de guias sobre a temática. No entanto, são raros os que enfocam o processo decisório de governos subnacionais, como é o caso do guia escrito por Clive Thomas. Prático e, ao mesmo tempo rigoroso, esse guia nos auxilia a organizar e implementar uma campanha de lobby, levando em consideração tanto a perspectiva de quem influencia quanto a de quem é influenciado. Outra questão a ser ressaltada, diz respeito ao grau de profundidade com o qual o autor trata da psicologia que existe por traz da construção de um relacionamento entre atores públicos e privados. Para Clive Thomas, um lobista eficaz é aquele capaz de transmitir a mensagem certa sobre o problema certo às pessoas certas, da forma certa e, no momento certo.  Conheço o trabalho de Clive Thomas há muito tempo, desde que iniciei minha pesquisa de doutorado em meados dos anos 2000. Tenho a honra de tê-lo como amigo pessoal. O conheci em 2008, quando ele foi convidado pela CGU para participar de um seminário sobre regulamentação do lobby em Brasília. Entre 2008 e 2014, Clive visitou o Brasil mais 3 vezes, participando de congressos acadêmicos, atuando como professor visitante no programa de Pós-Graduação em Ciência Política da USP-EACH, ao dividir a disciplina "Interesses organizados" com Wagner Pralon Mancuso. Nesse período, estreitamos nossos laços e projetos conjuntos, o que resultou em duas publicações em co-autoria. Deixo as referências abaixo. Acredito que carecemos de um guia prático como esse, que apresente aos profissionais de RIG uma metodologia estruturada para organizar e implementar uma campanha de lobby e que leve em consideração as peculiaridades de nosso sistema político partidário... Espero que o guia escrito pelo querido Clive possa nos servir como inspiração!

44 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Implemente um Sistema de Issues Management

Por onde começar um sistema que ajuda na gestão de riscos para seu negócio? Este é o quinto e último artigo da série sobre Issues Management e a Andréa Gozetto* te mostra os 4 diferentes tipos de sist

Por que construir uma estratégia de Advocacy?

Democracia implica em participação dos cidadãos nas decisões governamentais. Tal participação pode se dar via representação eleitoral e não eleitoral. A representação eleitoral é legitimada pelas elei