gozetto_setas_brancas.png

BLOG

Mensurar influência em RIG: a grande ironia

Quando perguntei aos membros do #ConexãoRIG* qual o tema que deveríamos discutir em nossos próximos encontros, a resposta foi unânime: mensuração de influência.


Esse resultado não me surpreendeu, haja vista ser esse, um tema central para a atividade de RIG. O debate foi tão profícuo que nos debruçamos sobre essa questão por três encontros e, no quarto encontro sobre o tema, tivemos a honra de receber Pablo Cesário (Gerente Executivo da COEX/CNI), que nos apresentou a metodologia desenvolvida por sua área para mensurar resultados.


Diante da centralidade desse tema para a área de RIG reproduzo abaixo um artigo que escrevi em 2015 para a coluna que mantive por dois anos no site da ABERJE.


IRONIA**


O objetivo principal de uma organização que utiliza a atividade de lobby é influenciar o curso das políticas públicas a seu favor. Seria natural, portanto que os cientistas políticos estudassem como os lobistas obtêm influência. Apesar de diversos fenômenos associados ao lobby – formação, organização, acesso e atividade dos grupos de interesse – terem sido estudados exaustivamente, ironicamente, os especialistas se calam quando o tema é influência (Mahoney, 2007).


Essa ironia decorre da dificuldade em operacionalizar tal conceito. De maneira geral, influência pode ser definida como o poder de moldar a política ou garantir tratamento favorável para alguém, especialmente através de status, contatos ou riqueza. É influente aquele que tem a capacidade de mudar o comportamento, crença ou opinião de outro ou de modificar a prioridade dos temas da agenda pública.


Na Ciência Política, tradicionalmente, o termo tem sido utilizado como sinônimo de poder político. A abordagem reputacional, por exemplo, infere que as bases do poder se traduzem em influência. Isso significa que, ao identificar quem possui os recursos para exercer influência, assume-se automaticamente que esse a possua. No entanto, é necessário refletir, em que medida, recursos realmente se traduzem em influência. Em outras palavras, seria possível mensurar como o dinheiro se transforma em poder (Lowery, 2015)?


Mas, os obstáculos persistem. Como identificar com precisão os verdadeiros objetivos dos grupos de interesse e cada possível fator gerador de influência (Mahoney, 2007)? Como definir de maneira precisa como a influência se evidencia? Especula-se que, talvez, os especialistas estejam procurando as evidências de influência no lugar errado (Lowery, 2015).


Para aqueles que precisam mensurar os resultados de suas ações de lobby, essa não é uma discussão abstrata. Muitas vezes, a manutenção ou fortalecimento da área de relações governamentais de uma organização é determinada pela capacidade dos profissionais que nela atuam de comprovar os seus resultados e traduzi-los em números.


Diferentemente do mundo corporativo, onde as decisões são baseadas em certezas, uma vez que os papeis, metas e preços estão bem definidos, o mundo do lobby é governado pela incerteza de objetivos e significados (Lowery, 2015).


Sendo assim, o grande desafio para especialistas e profissionais de relações governamentais é tornar o que é substancialmente significativo em termos de influência em algo observável e mensurável.


Referências Bibliográficas


LOWERY, D. Lobbying influence: meaning, measurement and missing. Interest Groups and advocacy. Vol. 2, 1, 1-26.


MAHONEY, C. Lobbying Success in the United States and the European Union. Journal of Public Policy, Volume 27, Issue 01, May 2007, pp 35-56.



* O #ConexãoRIG é um HUB no qual há interação direta comigo semanalmente e onde os membros recebem conhecimento, beneficiam-se de um espaço seguro para trocar experiências, compartilhar seus desafios profissionais e buscar formas de superá-los colaborativamente, além de usufruir de intenso networking. Os encontros ao vivo pelo Zoom ocorrem todas as semanas e os assinantes anuais participam de um encontro por mês com um especialista, tendo acesso também a uma biblioteca digital exclusiva. Os encontros são gravados e ficam disponíveis na área de membros do Hotmart, juntamente com um caderno de ativação, os slides utilizados durante o encontro e de material bibliográfico complementar para aprofundamento. Os membros também possuem acesso a um grupo privado no Facebook para troca de informações e interação. Para maiores informações, acesse: www.conexaorig.com.br/assinatura



** Artigo originalmente publicado em 23 de novembro de 2015. Disponível em: http://www.aberje.com.br/acervo_colunas_ver.asp?ID_COLUNA=1676&ID_COLUNISTA=120



92 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Como construir um Issues Management System

Quer saber como implementar um Issues Management System em sua organização para gerenciar melhor os riscos e oportunidades? Temos um guia com o passo a passo para você. ‍ Este é o quarto artigo da sér

O empresariado como agente de fortalecimento da democracia

As entidades sindicais são extremamente relevantes para o empresariado, pois constituem-se em um espaço privilegiado de articulação e defesa de interesses setoriais. Sua principal função é representar